terça-feira, 26 de junho de 2012

Continue a história...


Cranik.com

Olá pessoal! Minhas andanças por blogs afora me deram inspiração para esta postagem, que servirá como uma espécie de desafio.

Então vamos lá, o desafio é o seguinte: Começarei uma história e vocês deverão continuá-la da maneira que acharem melhor, através dos comentários. Após comentarem eu copiarei seus comentários e colarei em ordem cronológica.
Caso queiram passar este desafio adiante em seu blog, contando uma nova história, fique à vontade. E me avisem para que eu também possa participar!

Vamos à uma pequena introdução da história. Boa sorte a tod@s! 



Respiro do dia - Blogspot

Certa manhã, Samantha acordou-se com a mesma preguiça matinal de sempre, olhou para o relógio e ainda eram 7:00h. Tentou dormir novamente, mas como não conseguiu, levantou-se, escovou os dentes, penteou os cabelos e abriu as janelas.

"O dia estava ensolarado e ainda eram 7:15h da manhã. O brilho do sol e o azul do céu despertou nela a vontade de ter um dia diferente." (Participação de Carol de Um Blog Simples) 

 "Ela levantou os braços alongou o corpo e respirou a brisa que entrou pela janela. A vida corria lá fora, mas ali pertinho dela nem tudo estava lá essas coisas, o seu jardim sempre tão lindo carecia de cuidados e chamava por ela". (Participação de Valéria do blog http://ahdoqueeugosto.blogspot.com.br) 

"Olhou novamente o jardim e com um leve sorriso nos lábios decidiu que aquele dia era o dia de cuidar de suas flores, tirar as ervas daninhas que estavam crescendo e cobrindo a grama que parecia um longo tapete verde." (Participação de Alessandra Biet do blog http://alebiet.blogspot.com.br) 

contosperpetuos-blogspot

"E como tudo é meio o que somos, então o jardim parece que se dispôs a renascer com a animação dela.
Como disse o Padre Fábio de Melo:
'A vida é fruto da decisão de cada momento.
Talvez seja por isso, que a idéia de plantio seja tão reveladora sobre a arte de viver. Viver é plantar. É atitude de constante semeadura.'
E cada poda, cuidado e semeadura dela, trará como consequência novos olhares a cada manhã." (Postagem da Tina do http://blogdtina.blogspot.com.br/)

"Como um objeto solto no ar, que chega ao chão em milésimos de segundos, pensou como seria bom ser um pássaro. Pois com as asas do mesmo, poderia voar por cima das árvores, observar melhor cada detalhe de seu jardim e admirar ainda mais a beleza que a natureza proporciona. Além da liberdade que poderia sentir. Liberdade dos pensamentos egoístas das pessoas, liberdade até mesmo pra esquecer os problemas, liberdade pra seguir um rumo qualquer sem ninguém incomodar.. mas a realidade volta e ela percebe que é apenas uma em meio a tantos." (Participação do meu amigo querido Douglas Benício do Blog http://douglasbeniciopb.blogspot.com.br/) 

"Uma em meio a tantos outros!! pensou ela. Não é exatamente um pensamento infeliz. As vezes é bom ser pequenininha pra necessitar dar a mão pra alguém te ajudar. As vezes é bom saber que há outros que não possuem meus defeitos... e fazem o mundo andar. A brisa vinda da janela dispersou seus pensamentos - É agora ou nunca!. Samantha trocou de roupa,calçou suas galolchas, luvas, achou as pás e rastelos.Com um sorriso saiu para o jardim." (Participação da amiga Illyana Marques Machado - prazer tê-la por aqui!) 

"Ela comparava o jardim a sua alma e percebia a necessidade de leveza em ambos. A cada poda, limpeza e ajuste, ela respirava, observava e absorvia o compasso de reconstrução e reavivamento. Abandonava junto dos galhos e folhas secas, seus pesos e lágrimas. E buscava a cada passo traçar na alma a beleza de viver, de amar... E sorria, sentindo que viver e amar é tão simples, mas no fundo o difícil é ser simples..." (Participação do querido amigo Gabriel Felipe! É uma surpresa tê-lo por aqui!!) 

"Enquanto trabalhava em seu jardim, seu jardim dálma, na sua própria alma, notou:
- Por que coloquei galochas ??? Neste dia de belo Sol ??? Será que sinto uma chuva chegando ???
Um mau tempo na espreita??? Mal agouro de minha alma ???
Respondo eu mesma :
- Grile não boboca...toda chuva que chega, por mais incômoda que pareça, nos traz vida e movimento...água para nosso sustento...sempre um bom suprimento...que nos renova o talento! E continuo a discursar para eu mesma :
- Grile mesmo não guria... se és apenas mais uma no mundo... uma chuva não veio só para molhar você... acha-se tão privilegiada assim??? Pois, galocha em frente... sempre sorridente... neste mundo envolvente... plante, cuide, rege... sempre a sua semente!!!" (Participação de André Machado, pai de Illyana. É uma honra ter sua participação!) 

"E a Samantha que estava ali, já não era a mesma de quando acordara de manhã. Sua alma agora mais jovem e renovada se abria para novos horizontes, e o dia que parecia ser mais um que seguiria a rotina, mostrou-se revelador. Ela ao cuidar do jardim estava cuidando de si mesma, ao mesmo tempo que tirava as ervas daninhas que impediam o jardim de crescer, tirava de si as coisas que a limitavam. Agora, para ela pouco importava se o dia seria de sol ou de chuva... transformou-se em um espelho do próprio jardim... havendo sol ou havendo chuva ele estaria lá, com toda a sua cor e beleza, pois bem, assim faria Samatha, que continuara a deleitar-se com seu jardim!" (Participação da querida amiga Alessandra Sipriano).








Ps: Espaço sempre em construção.



16 comentários:

  1. Que coisa boa encontrar postagem novas por aqui! Gostei da ideia, vou arriscar:

    O dia estava ensolarado e ainda era 7:15h da manhã. O brilho do sol e o azul do céu despertou nela a vontade de ter um dia diferente.

    ResponderExcluir
  2. Depois passa nesses blogs, acho que você gostará:

    http://ahdoqueeugosto.blogspot.com.br/
    http://blogdtina.blogspot.com.br/
    http://ladodeforadocoracao.blogspot.com.br/
    http://alebiet.blogspot.com.br/
    http://anneromanini.blogspot.com.br/

    Adorei seu super comentário no meu blog!
    E vou gostar de saber como você conheceu ele. Gosto de saber essas coisas! :)

    ResponderExcluir
  3. Oi Marcilane!
    Menina, que postagem legal, muito original!
    Fico muito feliz com sua visita e lisonjeada com a sugestão da Carol, que é um dos meus xodós.rsss

    Bom lá vai:
    "Ela levantou os braços alongou o corpo e respirou a brisa que entrou pela janela. A vida corria lá fora, mas ali pertinho dela nem tudo estava lá essas coisas, o seu jardim sempre tão lindo carecia de cuidados e chamava por ela".

    Vamos ver a continuaçaõ da estória.
    Beijinhos e seja sempre bem vinda!

    ResponderExcluir
  4. Olhou novamente o jardim e como um leve sorriso nos lábios decidiu que aquele dia era o dia de cuidar de suas flores, tirar as ervas daninhas que estava crescendo e cobrindo a grama que parecia um longo tapete verde.

    ResponderExcluir
  5. E como td é meio o que somos, então o jardim parece que se dispôs a renascer com a animação dela.
    Como disse o Padre Fábio de Melo:
    "A vida é fruto da decisão de cada momento.
    Talvez seja por isso, que a idéia de plantio seja tão reveladora sobre a arte de viver. Viver é plantar. É atitude de constante semeadura."
    E cada poda, cuidado e semeadura dela, trará como consequência novos olhares a cada manhã.

    PS: Obrigada a vc pela visita e carinho e um obg especial a Carol pela indicação.
    Carol e Alê são duas coisinhas de Deus \o/

    Paz e bem pra vc :)

    E quem ai vai continuar a história?
    Coloca vc um trechinho Marcilane e aprece sempre por lá.

    ResponderExcluir
  6. Nunca escrevi, mas não pude negar o pedido da minha querida Marcilane. Espero que tenha gostado das minhas palavras que se seguem abaixo.
    Beijão e muitas saudades!

    "Como um objeto solto no ar, que chega ao chão em milésimos de segundo, pensou como seria bom ser um pássaro. Pois com as asas do mesmo, poderia voar por cima das árvores, observar melhor cada detalhe de seu jardim e admirar ainda mais a beleza que a natureza proporciona. Além da liberdade que poderia sentir. Liberdade dos pensamentos egoístas das pessoas, liberdade até mesmo pra esquecer os problemas, liberdade pra seguir um rumo qualquer sem ninguém incomodar.. mas a realidade volta e ela percebe que é apenas uma em meio a tantos."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Seu texto está fantástico Douglas, gostei muito.
      Como disse, fico feliz em poder ter proporcionado o surgimento de tanta criatividade. Você é capaz de fazer muito mais!

      Saudades também, abraços.

      Excluir
  7. "Uma em meio a tantos outros!!" pensou ela. "Não é exatamente um pensamento infeliz. As vezes é bom ser pequenininha pra necessitar dar a mão pra alguém te ajudar. As vezes é bom saber que há outros que não possuem meus defeitos... e fazem o mundo andar."
    A brisa vinda da janela dispersou seus pensamentos.
    "É agora ou nunca!"
    Samantha trocou de roupa,calçou suas galolchas, luvas, achou as pás e rastelos.
    Com um sorriso saiu para o jardim.

    ResponderExcluir
  8. Ela comparava o jardim a sua alma e percebia a necessidade de leveza em ambos. A cada poda, limpeza e ajuste, ela respirava, observava e absorvia o compasso de reconstrução e reavivamento. Abandonava junto dos galhos e folhas secas, seus pesos e lágrimas. E buscava a cada passo traçar na alma a beleza de viver, de amar... E sorria, sentindo que viver e amar é tão simples, mas no fundo o difícil é ser simples...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que linda participação Gabriel... Muito obg!!
      (Desculpa pelo atraso da postagem, é que não havia atualizado mais o blog).
      Beijos**

      Excluir
  9. Enquanto trabalhava em seu jardim, seu jardim dálma, na sua própria alma, notou:
    - Por que coloquei galochas ??? Neste dia de belo Sol ??? Será que sinto uma chuva chegando ???
    Um mau tempo na espreita??? Mal agouro de minha alma ???
    Respondo eu mesma :
    - Grile não boboca...toda chuva que chega, por mais incomoda que pareça, nos traz vida e movimento...água para nosso sustento...sempre um bom suprimento...que nos renova o talento !
    e continuo a discursar para eu mesma :
    - Grile mesmo não guria...se és apenas mais uma no mundo...uma chuva não veio só para molhar você...acha-se tão privilegiada assim ??? Pois, galocha em frente...sempre sorridente...neste mundo envolvente...plante, cuide, rege...sempre a sua semente !!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. ^^ Que lindo Sr. André! O senhor escreve muito bem, eu amei de coração! Obrigada pela participação!! Agora mesmo irei atualizar o texto. Boa noite! :D

      Excluir
  10. E a Samantha que estava ali, já não era a mesma de quando acordara de manhã. Sua alma agora mais jovem e renovada se abria pra novos horizontes, e o dia que parecia ser mais um que seguiria a rotina, mostrou-se revelador. Ela ao cuidar do jardim estava cuidando de si mesma, ao mesmo tempo que tirava as ervas daninhas que impedia o jardim de crescer, tirava de si as coisas que a limitavam. Agora, pra ela pouco importava se o dia seria de sol ou de chuva...transformou-se em um espelho do próprio jardim... havendo sol ou havendo chuva ele estaria lá, com toda a sua cor e beleza, pois bem, assim faria Samathan, que continuara a deleita-se com seu jardim!


    BJo Marci...não ficou tão bom quanto o que você escreveria mais achei muito interessante parabéns :) !!!

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...