domingo, 7 de outubro de 2012

Eu falo e falho






http://www.abrecom.org
Falho quando digo o que os outros ouvidos não gostariam de ouvir.
Falho quando por vezes me afasto e ponho-me apenas a pensar.
Eu falo comigo e me interrogo; eu falho com os outros e me apavoro.
Eu falho quando falo demais, quando não ouço o bastante,
ou penso que o bastante para mim é aquilo que sei.
Mas não é.
O que sei é apenas uma parte de tudo, de um imenso universo.
O que sei são apenas minúsculas partículas, quando comparado ao que ainda há para aprender.
Eu falo sobre a vida, o amor, a esperança, a dor.
E falho ao falar sobre tanta coisa que ainda não vivi.
Eu falo.
Eu falho.
Eu ouço.
Eu vivo.

Marcilane Santos.




7 comentários:

  1. Linda e reflexiva poesia! Falamos, falhamos, mas não nos calamos nem paramos... beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Chica! Obrigada.
      Que possamos aprender a ouvir mais!
      Beijos e ótima semana para você.

      Excluir
  2. Oi Marcilane!
    Linda reflexão!
    por vezes falhamos ao calar, ao falar, mas não podemos jamais perder a esperança no viver.
    Beijinhos e uma linda semana!

    ResponderExcluir
  3. Marcilane, parabéns pelo jogo de idéias que você fez com as falas e as falhas. Foi muito bem bolado.
    Bjs
    Manoel

    ResponderExcluir
  4. Passando para deixar um beijo. Saudade.

    ResponderExcluir
  5. Oww que lindo cada vez me suprendo mais e te admiro mais ainda, amei e de tudo que ja li isso me cativou e identifiquei mais, sendo que tudo é verdade e as vesez a gente fala e falha quando se quer muito uma coisa e acha que não é capaz de torna-la realidade e aí vç vê aquela pessoa que acredita em vç,que te dá força para nunca desistir bjss txi adolo muitxo minha amiga ... (~_^)
    RaQuEl SaNToS

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...